Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Channel Catalog


Channel Description:

Livros, nerdices e fotografia.
    0 0


    Desde que eu vi a notícia de que teria um Café Snoopy aqui em São Paulo eu fiquei doida para ir. Fui no fim de semana da abertura do café e fiquei um pouco decepcionada por ter não ter encontrado as opções temáticas de doces e salgados.

    Eu fui com meu namorado e nós pedimos um suco, um pão de batata e um docinho bicho de pé só para não perder a viagem até lá. Mas eu queria mesmo as panquecas fofinhas e os tostex que vem com a carinha dos personagens. A moça me informou que não tinha ainda e só chegaria na próxima semana. Mas já se passaram duas semanas e pelo que eu vejo no instagram ainda não tem nenhum desses itens. :(


    Apesar desse detalhe dos produtos, eu achei o café muito fofo! Ele é todo decorado e até o relógio é temático. Tem algumas pelúcias e canecas da turminha para quem quiser trazer uma lembrança para casa. Pirulitos e chocolates decorados e muito fofos que eu achei uma ótima opção de presente. 

    O preço das comidas ok para um café temático e quero voltar lá de novo quando chegar as panquecas que eu achei muito fofas e já quero muito experimentar. Acho que o café tem tudo para dar certo e vi que o pessoal estava bastante animado com essa notícia nas redes sociais. Mas ainda precisa melhorar no atendimento e da demanda dos produtos que estavam quase todos esgotados e meio bagunçados na vitrine.

    Momento nostalgia: eu lembro que tinha um Café Hello Kitty no shopping Bourbon em SP e eu fui conhecer quando eu era mais nova e igual ao do Snoopy ele era a coisa mais fofa. Eu fiquei super empolgada e pedi as coisas mais temáticas possíveis de lá, me senti criança de novo. hahaha 

    Nossa comprinha: bicho de pé (5,00), suco (6,00) e pão de batata que não apareceu na foto (8,00).

    Café Snoopy
    Av. Roque Petroni Júnior, 1089 - Vila Gertrudes, São Paulo - SP, 04707-900
    Shopping Morumbi - 1º piso

    Acompanhe também no:


    0 0



    Dia 17 de agosto começou a bienal do livro em São Paulo e essa foi minha quarta vez no evento. Confesso que antes da bienal eu não estava tão animada assim, mas foi só ir um dia que eu senti a magia de estar num lugar cercada de livros, amigos e autores especiais, e acabou que eu fui os dois finais de semana e ainda queria mais.

    Achei que a bienal esse ano estava bem menor que as outras edições e rapidinho eu consegui ver tudo, faltaram estandes famosos como a Saraiva que dominava boa parte do espaço e esse ano nem sinal. Mas achei que os estandes presentes capricharam bastante no visual. Se você foi na bienal deve ter visto o sufoco que era tirar uma foto no túnel da Intrínseca ou uma foto na cadeirinha da Papel Pólen. Eu mesma fiquei lá na fila por um bom tempo e esses dois estão de parabéns. Mas eu também amei a Plataforma 21 e visitei eles várias vezes durante esses dias.


    Os preços também estavam muito bons em boa parte das editoras. Não sei se foi a crise, mas eu senti que eles deram uma abaixada no preço e muitos livros estava mais baratos que a própria amazon. Eu vou fazer um post completinho sobre minhas compras, mas eu voltei com 9 livros pra casa e quase todos foram 10 reais cada nos sebos da bienal. Só dois que eram lançamentos e eu paguei 25 e super valeu a pena.


    Agora o que eu mais gostei foi ver que os autores nacionais tiveram MUITO destaque nessa bienal. Eu nunca fui muito de gostar de livro nacionais e clássico porque a ideia que eu tinha na minha cabeça era que esses livros eram chatos. Esse ano eu pude ver que eu estava completamente enganada (pelo menos em relação aos nacionais). Se você me segue no twitter ou instagram deve ter visto que eu comprei vários livros nacionais recentemente e eu estou amando conhecer mais sobre esse universo. Acho que os livros do Vitor Martins fizeram isso comigo. Depois veio a Iris Figueiredo com um livro jovem e cheio de sentimentos, a Larissa Siriani com um romance de época, a Mel Geve com um título super engraçado, Fernanda Lia com um romance ao invés de suas tirinhas e eu só posso dizer que os autores nacionais estão mudando essa coisa de que livro nacional é chato. Nessa bienal eu vi e revi vários desses autores e foi só amor. 💚 Assim como eu vi filas para autógrafo, jovens lendo e comprando os livros, editoras apostando neles e isso me da um quentinho no coração.


    Além dos autores eu também conheci muita gente legal nesse meio. As amigas da Ana, Jana e Mayara que agora viraram minhas amigas também. A Ceile que eu não via a muito tempo, a Dayukie que eu conheci na fila para assistir a pré-estreia de "para todos os garotos que já amei". O Alan também foi comigo num fim de semana e foi nossa primeira bienal juntos, hihih. Sério, essa bienal foi muito incrível!

    Também realizei meu sonho de princesa conhecendo David Levithan e tirando uma fotinho com ele. Foi tudo muito rápido mas eu fiquei muito feliz por esse momento. Já li vários livros dele e "Todo Dia" roubou meu coração. Inclusive, ganhei um ingresso para assistir o filme então logo vai sair resenha por aqui. 


    Acho que esse foi um bom resuminho de como foi a bienal. Eu fui todos os dias com a Ana do Vivendo entre Palavras porque claramente nascemos grudadas e foi muito divertido. Tiramos muitas fotos, compramos bastante coisa, distribuímos marcadores e vimos de pertinho pessoas que a gente admirava só pela internet. Para mim essa foi a bienal mais especial de todas e esses dias foram loucos! HAHA

    Um agradecimento especial a Ana, Jana e Lucas que tiraram as fotinhos nos celular e câmeras deles já que o meu não colabora. <3

    Essa semana ainda terão posts especiais com o encontro de blogueiros da Intrínseca, minhas comprinhas e resenha do filme para todos os garotos que já amei que estreia nessa sexta feira dia 17. 

    Acompanhe também no:



    0 0


    Eu li a trilogia da Jenny Han no ano passado e ela se tornou minha série de livros favorita da vida. Esse ano os livros estão virando filme e eu pude assistir ao filme na semana passada junto com a Ana do Vivendo entre Palavras a convite da Intrínseca + Netflix e já adianto que amei muito.

    O filme vai contar a história de Lara Jean uma adolescente de 16 anos que tem como lembrança da mãe uma única caixa azul em que ela guarda todas as cartas que escreveu para os garotos que já amou e nunca teve coragem de enviar. Mas um dia essas cartas somem misteriosamente e vão parar nas mãos dos garotos.

    Depois que essas cartas são enviadas começa uma verdadeira confusão na vida de Lara e ela vai ter que explicar tim tim por tim tim para cada um desses meninos. E o ponto alto do filme é que para mostrar que ela já está 100% nem aí para o seu primeiro crush, ela começa um namoro de mentirinha com Peter  Kavinsky e daí em diante é pura emoção, risadas e quentinho no coração.


    Esse é um filme muito fácil de se identificar porque eu acho que muitas meninas já escreveram carta ou bilhetinho para algum crush e nunca enviou, eu mesma já fiz isso. Me identifiquei com o jeito de se vestir da Lara Jean que é muito fofinho com muita meia calça, saia e moletom. Quero um dia chegar num nível de perfeição igual ao dela, mas estou no caminho, haha. Ela também ama fazer doces e chás e eu claramente podia ser ela nessa parte. Me identifiquei muito e amei cada minutinho do filme. É um filme super fofo que fala de amizade e família, conflitos adolescente, mudanças e sentimentos... ♥


    Acho que ele tem uma grande chance de conquistar tanto o público que já leu os livros quanto o público que vai chegar no netflx procurando algum filme legal para assistir no fim de semana. Senti que o começo foi um pouco rápido, mas por ser uma junção dos 3 livros eu acho que mostrou as partes mais importantes de cada um deles. 

    Se você está pensando em ficar debaixo das coberturas com uma pipoquinha e netflix no fim de semana, a dica que eu dou é assistir "Para todos os garotos que já amei" que estréia nessa sexta-feira (17/08).


    Acompanhe também no:


    0 0


    Mais um post especial de Bienal aqui no blog e dessa vez é para falar sobre o evento de blogueiros da Editora Intrínseca. 

    No evento a editora apresentou as novidades que virão nos próximos meses, projetos que foram pausados por enquanto e projetos futuros para o próximo ano. Um dos temas que foi muito falado foi a crise econômica do país onde eles tiveram que deixar alguns livros pausados, cancelaram outros lançamentos e abaixaram a média de livros lançados que foi para apenas 5 no mês.

    Intrínsecos



    Um clube de assinatura onde você pode receber um livro que ainda não foi lançado aqui no Brasil 45 dias antes dele chegar as livrarias e a versão da caixa é exclusiva! Ou seja, você vai ter uma única versão daquele livro e a versão da livraria será diferente. Além do livro, vem um marcador + revista + brinde exclusivo de acordo com o tema do livro. 

    Eu achei muito legal essa ideia e acho que vindo de uma editora tem tudo para dar certo. Já temos várias caixas temáticas no mercado, mas acredito que essa vai ser ainda mais especial e pensada no leitor e no tema do livro. A Intrínseca tem um marketing muito bom quando se trata de press kits então eu já estou ansiosíssima. 

    Aqui embaixo vocês podem ver o valor dos planos e como vai ser o esquema da caixa. 

    Visite o site e saiba mais: https://www.intrinsecos.com.br

    Para todos os garotos que já amei



    Outra coisa muito falada no evento foram os livros da Jenny Han e se você não conhece essa autora incrível, foi ela quem criou os livros da série "Para todos os garotos que já amei" e que virou filme no Netflix (clique aqui para ver minha crítica). Nesse dia a editora convidou a gente para visitar o quarto da Lara Jean na última sexta feira da bienal e estava muito fofo. ♥

    Coleção Pipoquinha


    Eu achei a coleção pipoquinha a coisa mais fofa! A proposta é lançar os grandes clássicos do cinema pop em livros numa versão infantil para que as crianças possam conhecer ET, de volta para o futuro e esqueceram de mim como a gente conhece. Aliás, esses são os primeiros títulos da coleção.


    Essas foram as principais novidades da editora e eu já estou doida para conhecer o clube de assinatura deles, assim como a coleção de livros infantis que parece ser muito fofa. <3


    Acompanhe também no:


    0 0

    Dias de despedida foi escrito por Jeff Zentner, publicado pela Editora Seguinte e possui 392 páginas.

    “Cadê vocês? Me respondam!” Essas foram as últimas palavras de Carver para seus amigos. Eles estavam todos no carro e Mars que estava dirigindo perdeu o controle do carro ao ler a mensagem de seu amigo.

    Depois dessa mensagem Carver nunca mais foi o mesmo e agora convive com a dor de perder seus três amigos ao mesmo tempo, além de se sentir culpado por tudo que aconteceu.Fora que o pai de Mars que é juiz quer abrir um processo contra ele já que existe uma lei nos Estados Unidos que diz que se você faz alguma coisa sabendo que ela pode resultar em um desastre, você é culpado. E se for pensar dessa maneira Carver devia saber que seu amigo podia olhar a mensagem dele enquanto estava dirigindo.

    Coisa que eu discordo totalmente. Se Mars que estava dirigindo leu uma mensagem ao volante é a culpa é só dele e de mais ninguém. 

    Mas voltando a falar sobre o livro, eu li ele em leitura conjunta com a Ana do Vivendo entre Palavras e amei cada página dele.


    Eu gosto muito de livros trágicos e assim que eu li a sinopse eu soube que gostaria do livro. Teve a FLIPOP em São Paulo e eu vi que o autor viria então eu e a Ana corremos para comprar o livro e ler até o dia do evento e acabamos o livro em 2 dias.

    Foi um livro que me tocou muito e eu amei acompanhar os dias de despedidas do livro. Essa ideia de ter um dia de despedida veio da vovó Betsy que era avó de um dos garotos que morreu no acidente e eu não vou falar muito sobre isso mas é de arrepiar. O dia todo consiste em basicamente fazer coisas que ela geralmente faria com neto, só que com Carver e é muito lindo.

    Depois que eu li essa parte da vovó eu me desidratei de chorar porque a morte é uma coisa muito louca, né? Eu sempre tiver medo da morte, mas acho que eu tenho mais medo de ver alguém que eu gosto morrendo do que eu mesma. Fiquei pensando muito em quando eu perder meu pai, por exemplo, que é a pessoa que eu sou mais ligada aqui em casa e foi um momento meio tenso ali na leitura.

    Mas o livro também tem momentos divertidos em que Carver vai nos mostrando quem era a "trupe do molho" nome do grupinho dele e dos meninos. Eu tinha comentado com a minha amiga que eu estava achando aqueles meninos tão babacas no começo da história, mas ao longo do tempo eu conseguir entender cada um deles e enxergar os motivos para serem assim ou assado. 

    Carver foi o que eu menos me conectei durante a história e tem uma cena em que ele é 100% escroto com a Jesmyn que é amiga dele e era ex namorada de um de seus amigos e se eu já não gostava tanto dele assim, eu acabei gostando menos ainda.

    Dias de despedida foi uma leitura muito boa mesmo e eu recomendo demais! Mexeu muito comigo e eu fiquei presa em todos os momentos da história. Conhecer mais sobre os meninos, sobre a vovó Betsy que foi a melhor pessoa desse livro e o jeito que terminou também foi muito bom. Acho que não preciso nem dizer que eu recomendo, né?

    E como eu tinha dito ali em cima, eu comprei porque o autor viria na FLIPOP e eu consegui pegar autógrafo e conversar um pouquinho com ele sobre o que eu tinha achado do livro. Achei ele muito atencioso e como ele já morou aqui no Brasil ele falava português então foi um alivio para mim poder conversar sem me tremer toda tentando falando inglês, hahaha. :P


    Acompanhe também no:


    0 0
  • 09/11/18--05:00: Expoflora 2018 - Holambra
  • Holambra é um município brasileiro do estado de São Paulo e microrregião de Campinas, fundada em 14 de julho de 1948. Seu nome, junção de Holanda, América e Brasil, se dá em virtude da colônia neerlandesa que se firmou na antiga fazenda Ribeirão. A cidade destaca-se por ter o 61° índice de qualidade de vida do Brasil e por ter o melhor índice de segurança do país. Com mão de obra qualificada no setor agrícola, o município destaca-se como o maior centro de produção de flores e plantas ornamentais da América Latina. Holambra é considerada oficialmente uma estância turística e anualmente promove a maior exposição de flores da América Latina

    Não sei como eu conheci Holambra mas já tinha um bom tempo que eu via as fotos da Expoflora e ficava apaixonada. Conversando com a Ana do Vivendo entre Palavras ela também falou que tinha muita vontade de ir então começamos a organizar essa viagem.

    A gente organizou tudo certinho mas no final a gente foi, estava no mesmo lugar e não conseguimos nos encontrar. Eu fui com o Alan e a família dele de carro, e a Ana foi com a família de ônibus então a gente ia se encontrar lá para tirar muitas fotos e andar juntas, mas o plano foi por água abaixo graças ao sinal fraco de lá, hahaha.

    Eu nunca tinha ido para Holambra e achei a cidade muito fofa! Tudo muito arrumadinho e tinha flores em todos os lugares. O evento mesmo é lotado de flores, paisagismo, decoração e vários espaços legais para tirar foto.


    No lugar do evento tinham muitas opções de comidinhas Holandesas, doces, gelatos e muita cerveja como vocês podem ver. Eu não bebo mas achei muito lindo esse caminhão da Amstel e para quem é fã, deve ter sido muito boa a experiência.

    Também tinha muita lojinha de decoração, roupas e um shopping de flores onde a gente fez a festa lá. Eu comprei uma suculenta muito fofa e um pé de pimenta, mas eu vi muita orquídea diferente e muitas opções de bonsai, um mais fofinho que o outro. <3


    E por fim, a parte mais esperada do evento: a chuva de pétalas. Essa chuva tem duração de 3,5 minutos e é muito legal! Eu parecia uma criancinha vendo tudo cair em cima da gente e segundo a lenda, se alguma pétala cair em você significa sorte e você pode fazer um pedido. hihihi


    A expoflora vai até dia 23 de setembro então fica a dica para quem quer um passeio legal e diferente. Para mais informações e ingressos acesse o site: http://www.expoflora.com.br/

    Acompanhe também no:


    0 0
  • 09/19/18--05:00: Blog, livros e bads

  • Outra dia eu estava pensando e eu percebi que estava longe do blog. Depois da bienal do livro eu praticamente deixei o blog de lado, mas o tempo todo eu estava pensando que devia escrever algo, tirar foto e continuar divulgando para ter mais resultados e isso foi meio que por água a baixo. Acho que mesmo gostando muito do blog, eu não tenho muita paciência ou conhecimento para tornar ele algo realmente grande e do jeito que eu sempre imaginei. Mas ao mesmo tempo eu gosto de escrever e compartilhar um pouco de mim com vocês.

    Mas apesar de estar longe do blog eu tenho feito bastante coisa legal. Tenho saído e feito mais coisas diferentes com o Alan e acho que isso ajuda muito o relaciomento. É preciso ter uma rotina, mas as vezes é mito bom sair da rotina, passar mais tempo junto e fazer atividades diferentes. Eu não tenho muita experiência nessa coisa de relacionamento então estamos tentando fazer dar certo do nosso jeito e sempre tentando melhorar o que pode ser mudado. Do mesmo jeito que eu tenho tentando cuidar melhor das minhas amizades e cada dia mais eu e a Ana estamos mais conectadas e grudadas.

    Também tenho estudado bastante para uma prova importante que vou fazer mês que vem e eu caio numas bads ocasionais por conta disso. As vezes é meio louco a gente pensar que temos que fazer algo hoje para definir toda a nossa vida. Ou no meu caso, dar algum sentido nela. Eu sei que não sou a única perdida em relação a emprego e futuro, mas é um assunto que acaba comigo. Já falei disso algumas vezes nas redes sociais e a cada dia eu tenho mais vontade de cuidar da minha saúde mental. Por conta de todos os problemas, do estresse e toda pressão que eu coloco em mim, tem dia que eu acho que vou morrer de tanto pensar e isso me da um medo absurdo. Tenho muito medo de acabar realmente me afundando numa dessas bads porque eu tenho vários amigos que estão passando por isso e sei o quanto é difícil sair.

    Por esses motivos eu tenho tentando me manter mais positiva e ocupada. Fiquei viciada em ouvir Foster the People e sempre que eu percebo que estou caindo no limbo do desânimo eu coloco alguma música deles e na mesma hora já sinto uma coisa boa e uma vontade louca de viajar o mundo ou de sair dançando por aí. Assisti a algumas séries e fimes nos últimos dia e também li alguns livros muito bons recentemente e já preparei resenha deles para vocês. Eu comprei tanta coisa na bienal e pós bienal que vou ter livro para ler durante o ano inteiro. Voltei a ler meus blogs favoritos e já peço desculpas para quem não recebeu um comentário meu nos últimos tempos. Mas estou tentando voltar a ativa no mundo dos blogs. Até comprei um caerninho novo para fazer todo um planejamento de conteúdo e acho que isso vai me ajudar bastante a continuar motivada a escrever e levar o Prateleira Colorida para frente. 

    Eu sei que esse texto talvez não tenha feito muito sentido ou tenha ficado um pouco dramático demais mas foi uma forma de contar para vocês o que tem acontecido do lado de cá e dizer que tá tudo bem você não fazer tudo que gostaria. Tá tudo bem se sentir tristinho de vez em quanto e tá tudo bem tentar mudar as coisas. Inclusive, essa é a melhor coisa que a gente faz. Mudar o que não está legal e começar (ou continuar) tudo de novo.

    Acompanhe também no:


    0 0


    Semana passada eu e a Ana do Vivendo entre Palavras fomos dar um rolê por São Paulo e fomos nos lugares qu eu mais amo. Vocês já estão cansados de saber que a Liberdade é meu lugarzinho favorito e eu vou compartilhar um pouco mais sobre lá, onde ir, comer e etc. 

    • Jardim Oriental

    O que eu mais gosto no Bairro da Liberdade é que cada vez que eu vou lá abre uma coisinha nova ou eu descubro algum lugar novo e acabo me encantando mais ainda. Dessa vez a gente foi na Snow Fall que é uma sorveteria coreana que vende sorvete de neve e o lugar é muito amorzinho. Também fomos na Fonomagi uma das livrarias japonesas de lá e aproveitamos para tirar algumas fotinhos do jardim oriental que antes só abria aos finais de semana e era um verdadeiro inferno! Agora abre todo dia e durante a semana é super tranquilo para tirar foto, bater um papo com os amigos e relaxar.


    Endereço do Jardim Oriental
    R. Galvão Bueno, 72 
    Liberdade, São Paulo - SP
    Cep - 01506-030

    • Fonomagi
    A Fonomagi como eu disse é uma livraria japonesa lá da Liberdade e é ótima para quem está aprendendo o idioma porque tem uma grande variedade de mangás, revistas e livros escritos em japonês. Eu vou mesmo só para curiar as coisas e babar nos mangás que são mil vezes mais bonitos e caprichados que o nosso. O legal da livraria é que se você quiser um volume específico e não tiver lá, os atendentes podem encomendar para você. 




    Endereço da Fonomag
    Rua da Glória, 299 - Liberdade
    São Paulo - SP
    CEP - 01510-000

    • Snow Fall
    Como eu falei, a Snow Fall vende sorvetinho de neve super fofos e deliciosos. Tem várias opções com frutas, chocolate, matcha e até açai! Além dos sorvete, tem aquelas bebidinhas com pobá as bolinhas que estouram na boca e fazem o maior sucesso. Eu super indico o lugar caso você esteja planejando ir na Liberdade. Agora aguentem a surra de fotos desse lugarzinho fofo. ♥



    Endereço da Snow Fall
    R. dos Estudantes, 73 - 
    Liberdade, São Paulo - SP
    Cep - 01325-070

    Além desses lugares eu também super indico os mercadinhos que são um verdadeiro paraíso de produtos importados, o Sogo que é o shopping oriental de lá e tem de tudo, os cafézinhos todos porque são realmente maravilhosos. Qualquer dia eu volto para mostrar algum deles para vocês. :)


    Acompanhe também no:


    0 0


    É real oficial: me tornei uma adulta de verdade. Eu lembro que quando eu era mais novo e via minha irmã fascinada com decoração eu vivia revirando o olho e pensando como que alguém podia achar bonito uma cadeira ou um prato que só serve para colocar algo e comer depois. Mas hoje eu sou exatamente essa pessoa que pira numa loja de decoração e já imagino como será minha casa, no dia que eu tiver uma. 

    Depois que eu vi o tour pelo apartamento da Karol Pinheiro, a cozinha da Dano Noce eChata de Galocha, acho que eu desenvolvi uma paixão por coisas clean mas ao memso tempo coloridas e bem cheias de vida e é exatamente assim que eu imagino minha cozinha. Colorida, com muitas plantinhas e pratos chiques combinando entre si, hahaha.


    Eu acho muito bonito essa coisa de armário espostos e dos utensílios darem um charme a mais. Acho também que a iluminação faz toda a diferença e eu particularmente gosto dessa coisa mais clarinha, iluminada e móveis brancos. Minha combinação favorita é o verdinho com amarelo e eu acho lindo!


    Bom, essa foi minha seleção de cozinhas maravilhosas demais que desejo ter algum dia na minha casinha e espero que tenha ajudado você que está buscando inspiração para decorar seu cantinho. <3 Me contem se vocês gostam desse tipo de post que eu posso fazer mais com outros ambientes. 

    Acompanhe também no:


    0 0

    Um milhão de finais felizes foi escrito por Vitor Martins, publicado pela Globo Alt e possui 352 páginas.

    Eu não sei se vocês conhecem o Vitor Martins, mas ele é ilustrador e escritor, inclusive já teve um outro livro públicado (resenha aqui) e eu adoro qualquer coisa que ele escreve ou desenha. 

    Aqui nesse livro a gente acompanha a história de Jonas que terminou os estudos e trabalha numa cafeteria bem estilo Starbucks na Avenida Paulista. O Rocket Café é simplesmente incrível porque é uma cafeteria temática de galáxia e coisas do tipo, ele trabalha com um avental holográfico e um dos produtos mais pedidos de lá é o meteoro de queijo que é um simples pão de queijo mas parece ser mil vezes melhor só por ter esse nome.

    Jonas é gay e tem uma família bem religiosa então a gente sabe que vai rolar algum conflito em algum momento na história. Sua mãe é extremamente evangélica e e o tempo todo Jonas se sente cupado por ter largado a igrejae por inventar desculpas para não ir mais. Seu pai é um homem machista e babaca então o clima da casa dele não é dos melhores. Mas ele encontra conforto nos amigos Daniel, Karina e Isa que estão ali em qualquer momento que ele precisar. 

    Mas também tem o Arthur que é um ruivo bonitão que aparece no café e ele simplesmente não consegue esquecer o cara. Até cria uma fanfic de Piratas Gays onde os personagens são quem? Ele mesmo e o ruivo bonitão. Acho que não posso contar mais do que isso, mas é basicamente essa a trama da história. 


    Eu adorei o livro porque ele é muito bem escrito e bem divertido. Apesar do ~climão~ e de todas as inseguranças de Jonas, eu me vi rindo e até me identifiquei em alguns momentos da história. Os amigos dele também são muito parecidos com amigos ou pessoas que eu já conheci então eu me senti lendo uma história que eu mesma poderia facilmente fazer parte. 

    A parte da fanfic também é muito boa e me lembrou muito de Fangirl onde a personagem principal cria um outro dentro dentro do próprio livro. Essa fanfic da Rainbow Rowell foi tão boa que depois de um tempo ela escreveu um livro inteiro dedicado a ela, e eu espero que isso também aconteça com o Vitor. 

    Eu só posso recomendar esse livro e dizer: LEIAM! É muito fofo, divertido e ainda aborda um tema que mesmo sendo muito discutido nos dias de hoje, ainda é um tabu ou um grande problema. Como essa coisa de ser gay e ter uma família super relogiosa, não fazer faculdade ou então questões internas que todos nós enfrentamos que as vezes basta só um empurrãozinho para serem resolvidas. 

    Acompanhe também no:



    0 0


    Alguns dias atrás navegando no pinterest eu achei vários tipos de decoração e uma que me chamou a atenção foi a decoração estilo shabby chic que é aquela decoração com carinha de antigo, desgastado, mas que deixa o ambiente harmonioso e sofisticado.

    Do inglês, shabby significa desgaste. 
    Eu gosto bastante dessas decorações que estão presentes em restaurantes mais rústicos, sempre acompanhados de uma toalha xadrex, vasos de flores e objetos antigos, como máquina de escrever, vitrola e coisas do tipo. Outro jeito muito lindo é o modo como utilizam em casamentos pelo campo ou em ambientes mais vintages e acho que dá um charme a mais. Fica delicado, carinha de antigo, mas ao mesmo tempo tem o toque do chique e requintado.

    Quartos com decoração Shabby Chic


    Há um bom tempo atrás meu quarto tinha um pouco do estilo shabby chic onde eu usava muito de estampas florais, quadrinhos provençal, molduras de gesso, prateleiras brancas ou com detalhes de corte ao lado, adesivos de borboleta e eu usava e abusava do rosinha com azul claro. Acho que essa foi uma super tendência uns bons anos atrás quando quase todas as blogueiras que eu conhecia tinham o quarto assim e eu obviamente também queria ter um. O que eu acho legal nessa decoração é que você pode fazer tudo do jeito que você quiser e com o que tem em casa, já que são móveis antigos, de brechó, tecidos florais, cores em tom pastel e itens fofos. 

    Fiz essa seleção de fotos com quartos lindinhos para você se inspirar. ♥



    Casamentos Shabby Chic



    Romantico, rústico, sofisticado e aconchegante. Essas são as características dos casamentos com esse estilo de deocração. Muitos móveis em madeira de demolição, molduras, vasos, varal de luzes e muitas flores. O bom desse tipo de decoração é que você usar e abusar de coisas que já tem em casa. Aquele quadrinho antigo, foto dos pais, baús e malas antigas também servem como decoração. Aí vao muito de como você quer e do que você tem, mas uma coisa eu tenho certeza: sua decoração será muito especial.

    O que usar para fazer uma decoração Shabby Chic?

    Vasos;
    Flores delicada, coloridas, artificiais ou naturais;
    Molduras dos mais variados tamanhos e cores;
    Móveis rústicos;
    Patina (essa é uma técnica que você mesmo pode fazer em casa e na interwebs tem vários tutoriais legais);
    Fotos, objetos antigos, quadrinhos, capachos peludinhos e uma paleta de cores em tom pastel.

    Mais referências desse estilo de decoração

    Decoração e web é uma coisa que combina muito bem e o site DecoraçãoWeb tem várias opções para quem está procurando decoração desde as mais tradicinais como essa até as mais modernas e vocês podem conferir tudo isso clicando no link e visitando eles. Se você for como eu que adora esse assunto, com certeza vai passar algumas horinhas ali vendo de tudo. 


    Espero que vocês tenham gostado das dicas e me contem aqui qual estilo vocês adotaram para decorar o cantinho de vocês. :)

    Acompanhe também no:




    0 0


    Eu sempre acho que depois da bienal da uma esfriado nos lançamentos, mas vi alguns livros que divulgaram para esse mês e fiquei bem ansiosa para ler. Como a black friday está chegando eu jpa aproveitei para colocar eles na listinha, vai que rola né? Vou compartilhar minha listinha com vocês. :)

    Juntos somos eternos 

    Dill não é um garoto popular na escola ― e não é culpa dele. Depois de seu pai se envolver em um escândalo, o garoto se tornou alvo de piadas dos colegas e passou a ser evitado pela maioria das pessoas na cidadezinha onde mora. Felizmente, ele pode contar com seus melhores amigos, Travis e Lydia, que se sentem tão excluídos ali quanto ele. Assim que os três começam o último ano do ensino médio, mudar de vida parece um sonho cada vez mais distante para Dill. Enquanto Travis está feliz em continuar no interior e Lydia pretende fazer faculdade em uma cidade grande, Dill carrega o peso das dívidas que seu pai deixou para trás. Só que o futuro nem sempre segue nossos planos ― e a vida de Dill, Travis e Lydia está prestes a mudar para sempre.

    Eu estou bem ansiosa para esse livro porque li "Dias de despedida" do mesmo autor achei o livro muito bom. Essa segunda história parece seguir o mesmo estilo do outro com questões importantes e autoconhecimento então acho que vou curtir a leitura. Fora que eu adorei a capa. <3


    Aqui quem fala é da terra 

    Eles estão aqui. Depois de anos de avisos e advertências, é chegada a hora da humanidade encarar o que está à espreita lá fora. Alienígenas sempre tiveram uma posição de destaque na literatura de ficção científica, e é claro que a primeira coletânea da Plutão Livros não poderia ser sobre outro assunto. Quem são eles, que tanto nos intrigam? Nove autores foram convidados para tentar responder a pergunta e explorar o tema em suas mais variadas formas, do suspense ao romance.
    Com essa equipe imbatível composta por Vitor Martins, Mayra Sigwalt, Bárbara Morais, Alliah, Rodrigo van Kampen, Cirilo S. Lemos, Clara Madrigano, Jana Bianchi e André Caniato, Aqui quem fala é da Terra traz um sopro de ar fresco à ficção científica nacional, lançando uma luz sobre a versatilidade do gênero.

    Esse é um conto que será lançado no dia 31 de outubro, ou seja, no hallowenn! É um compilado de contos com esse tema e tem váris autores brasileiros já conhecidos no meio jovens e outros que vao estreiar nesse livro. Eu como uma super fã do Vitor Martins já estou esperando pelo conto dele que vai envolver aliens e também fiquei animada de ver o nome da May ali no meio. O livro só ficará disponível no formato digital e já entrou em pré-venda pela amazon. 


    Diário de uma ansiosa ou como parei de me sabotar

    A vida adulta não é fácil. E quem nunca fuxicou as redes sociais de amigos bem-sucedidos, só para se comparar, e acabou se sentindo pior ainda, que atire a primeira pedra. Contando suas próprias histórias vergonhosas, e outras mais sérias como depressão e TOC, a autora consegue extrair lições valiosas, sem perder a leveza diante da seriedade de diversos assuntos.  Este livro é repleto de conselhos amigáveis sobre como cuidar de si mesmo, como procurar ajuda (não importa quais sejam seus problemas) e agarrar-se aquilo que te faz feliz – seja uma banda, seja uma maratona da Netflix. Beth Evans é uma contadora de histórias supercriativa, e seus desenhos complementam suas palavras com um humor único. 
    Diário de uma ansiosa ou como parei de me sabotar é como um abraço do seu melhor amigo naqueles dias sofríveis. E, como melhor amigo, está aqui para dizer: 'Você consegue!'.
    Eu vi umas fotos desse livro sendo divulgadas pela editora e estou morrendo por ele. Tem várias tirinhas muito engraçadas e pouco trágicas também sobre ansiedade e eu estou doida para ler e saber um pouco mais. Infelizmente me identifiquei com quase todas que eu vi e já estou tensa mas acho que vai ser um leitura importante (e divertida) para mim.


    Your Name



    Por último temos o livro que vai estar na minha listinha de presentes de natal, haha. Your name é uma história que eu adoro e agora que vai sair o livro por aqui eu estou surtando mesmo que eu já tenha os mangás. Se você não conhece, sugiro que assista o anime na Netflix porque é muito amorzinho. ♥


    Agora me contem o que estão na wishlist de vocês e o que pretendem comprar na black friday. 

    Acompanhe também no:


    0 0


    Eu tô sempre querendo mudar alguma coisa no quarto e essa resolvi fazer algumas mudanças de móveis de lugar, cortina nova e etc. E aproveitei para tirar algumas fotinhos das coisas que eu mais gosto nele para compartlhar com vocês. Um post super aleatório, eu sei. Mas queria deixar registrado antes de fazer mais mudancinhas por aqui. :)


    1. Minhas figures de anime fofinhas.
    2. Uma parte da minha prateleira 
    3. Visão geral das minhas prateleiras de livros e quadrinho fofo da Geek10.
    4. Meu mural de inspiração onde eu coloco fotos, ingressos, ilustrações e outras tranqueirinhas.
    5. Correio elegante que eu ganhei do Alan. ♥
    6. Tsurus pendurados na cortina.
    7. Uma parta da minha mesinha onde eu guardo canetas e onde coloquei meu cactos. Rezando para ele sobreviver, mas já vi que um deles morreu. :(

    Acompanhe também no:


    0 0


    Eu nunca fui muito fã de estudar e sempre tive dificuldade em entender algum conteúdo sozinha. Sempre achei que para estudar eu tinha que estar dentro de uma sala de aula e ter um professor onde eu pudesse tirar minhas dúvidas sempre que eu travasse em uma conta de matemática ou algum assunto sobre o qual eu não entendia bulhufas.

    Mas desde o ano passado eu tenho estudado por conta própria e tem dado certo. Eu vi que eu sou capaz e que muitas vezes eu mesma colocava algum empecilho ou apenas tinha preguiça de abrir um livro e começar a estudar por vontade própria sem que eu fosse obrigada por um professor a fazer isso.

    Eu estou estudando para concursos e tenho usado algumas ferramentas que estão me ajudando bastante e vou compartilhar com vocês.

    Clockwork Tomato


    Um app gratuito tanto para Android ou IOs que cronometra seu tempo de estudos em tempos de 25 minutos e 5 pausa. Você pode configurar ele no tempo que quiser e vai estudando por blocos. Estudo, pausa, estudo, pausa, atpe vir uma pausa mais longa que é de 20 minutos. Ele é bem similar ao Pomodoro normal e eu acho que é um bom jeito de não cansar muito a mente. Eu mesma não consigo estudar freneticamente por muitas horas então estudar assim por blocos me deixa mais motivada.

    GranCursos Online


    Outra coisa que me ajuda muito é a plataforma de cursos online dispobilizada pelo Gran Cursos. Você paga uma assinatura mensal ou anual e tem direito a TODOS os cursos do site. Eu procuro sempre o concurso que vou prestar ou a matéria que eu preciso e estudo por vídeo aulas. Eles também disponibilizam o PDF com os textos, áudios, os slides e você tem uma espécie de caderno onde pode fazer anotações e depois baixar para consulta. É bem legal e bem diversificado. Tem mais de um professor nas disciplinas e você pode escolher o que melhor se encaixa com você. 

    Leitura 


    Para mim a leitura é atpe mais importante que as vídeo aulas então eu sempre procuro ver o vídeo e baixar algum material complementar. Imprimo as leis que preciso, leio, gripo e acho que isso ajuda bastante. É bom diversificar a forma de estudos para poder aprender com mais facilidade e desse modo sua mente não fica acostumada com uma só coisa.

    Qconcursos


    Esse é um site maravilhoso que também me ajuda muito a estudar, só que por meio de questões. Você pode escolher a banca, o tipo de prova, o orgão, nivel de dificuldade e as disciplinas que precisa estudar. Depois disso você começa a responder questões e testa como está sendo seu aprendizado. É legal que mesmo que você não saiba uma questão, você tem a opção de ver respostas comentários por outros usuários do site ou até mesmo professores. Você também pode responder e fazer anotações para consultas posteriores. Eu tenho gostado muito de intercalar blocos de estudo, leitura, revisão e questões. Ele é pago, mas é um valor bem ok e acho que ajuda muito.

    Essas foram minhas dicas para você que está passando pela fase de vestibulares e concursos mas não sabe por onde começar ou tem algum medo de começar sozinho. Vou aodrar saber o que vocês usam ou se já usaram alguma dessas ferramentas e o que acharam. :)

    Acompanhe também no:


    0 0
  • 10/25/18--05:00: Todo dia - Filme

  • Todo dia é uma adaptação literária do livro de David Levithan publicado aqui no Brasil pela Galera Record. Todo dia é um dos meus livros favoritos e eu estava ansiosa para ver essa história ganhando as telonas, finalmente consegui assistir e só posso dizer que amei.

    Tudo começa quando Rihannon conhece A que é basicamente uma ~alma~ que acorda todo dia num corpo diferença. Ele fica ali sendo aquela pessoa por exatamente 24 horas e no dia seguinte já está no corpo de outra pessoa. Ele sempre diz que não muda os pensamentos da pessoa e tenta ao máximo deixar tudo como está e se comporta de acordo com a personalidade de cada um.


    Rihannon conhece A de um jeito bem estranho e leva um tempo até ela entender o que está acontecendo. Mas depois de um tempo ela se vê tão envolvida com A que resolve dar uma chance para esse amor praticamente impossível.

    Todo dia eles se encontram em algum lugar pre determinado e passam o dia juntos e a cada dia isso se repete. Um dia A é menina, no outro é menino, gordo, magro, negro, branco... e acho que isso serve para mostrar que amo acontece independente de raça, cor ou etnia. 

    Mas é claro que esse romance não poderia ir longe demais. Afinal, A pode estar no corpo de qualquer um e as vezes ele está  longe, pode acordar no corpo de alguém que precisa viajar para outro país e aí as coisas começam a ficar difícil, mas eles encontram uma maneira de ainda continuarem juntos.




    Eu amei tanto esse filme e amo tanto o livro que eu poderia sair por aí gritando: MELHOR HISTÓRIA, ASSISTAM! Realmente é um romance diferente e eu gosto dessa coisa de que amor é amor independente de como seja. O filme mostra bastante isso e mostra também assuntos religiosos já que A é uma coisa bastante difícil de entender. No filme isso é mostrado bem superficialmente, mas no livro essa discussão vai mais a fundo.

    Bom, essa é minha dica de filme para o fim de semana e eu espero que vocês gostem tanto quanto eu. <3

    Acompanhe também no:


    0 0


    Leah fora de sintonia foi escrito por Becky Albertalli, publicado pela Editora Intrínseca e possui 320 páginas.

    Esse livro é uma continuação de "Com amor, Simon", mas pode ficar tranquilo que não é sequêncial então você pode ler fora da ordem sem problema nenhum. Você só vai saber um pouquinho sobre Simon, e também sobre Molly a protagonista de outro livro da mesma autora. 

    Nesse livro a gente tem Leah como protagonista e eu já conhecia ela desde Simon. Para mim, Leah era uma amiga incrível e super legal. Mas nesse livro ela se mostrou outra pessoa completamente diferente. Extremamente chata, mimada e acha que o mundo tem que girar ao redor dela e do que ela gosta. 


    Aqui sabemos que Leah é bi e está completamente fora de sintonia já que está apaixonada por uma garota e não devia estar. Tem também um garoto super caidinho por ela, mas ela não consegue dar um fora nele então deixa a coisa rolar sem se envolver muito.

    Leah e os amigos estão no último ano do ensino médio e nas escolas americanas isso é uma coisa muito especial, né? Todo mundo está recebendo respostas das universidades, preparando tudo para o baile de formatura e é claro que os casais estão com os nervos a flor da pele, já que precisam decidir se vão continuar um namoro a distância ou não. Essa é uma parte que a nossa protagonista não se preocupa muito, já que não está namorando ninguém. Mas ao mesmo tempo ela está dividida entre "sair do armário" para os amigos, dar um fora em Garrett ou finalmente falar o que sente para a crush dela.


    De todos os livros da Becky esse foi o que eu menos gostei. Acho que por ter conhecido um pouco de Leah no outro livro fez com que eu criasse uma imagem dela e lendo esse livro eu percebi que não tinha a ver. Achei ela muito chata com as amigas, o que ela fez com Garrett foi bem egoísta porque ela foi deixando ele se apaixonar sem falar que gostava de outra pessoa e a relação dela com a mãe me incomodou muito. Não consegui me cativar com ela, mas gostei muito de ver o resto da turminha empolgada com a nova fase. 

    Acompanhe também no:


    0 0
  • 11/08/18--03:00: Estou indo realizar um sonho

  • Eu já perdi a conta de quantas vezes eu já falei aqui no blog que o sonho da minha vida era fazer uma viagem internacional e que meus destinos dos sonhos são Disney e Japão. Eu vou finalmente realizar esse sonho de viagem internacional, mas com um destino um pouco diferente.

    A Ana do Vivendo entre Palavras que também já apareceu por aqui várias vezes que me fez esse convite doido de ir para Argentina passar alguns dias por lá e eu fiquei empolgadissíma. Como eu não tinha planos para isso agora, principalmente sem estar trabalhando e tudo mais, eu pensava que não fosse dar certo mas acabou que deu e bom, let's go! 

    Tem mais ou menos um mês que a gente está planejando tudo certinho e agora finalmente está chegando o dia. A gente vai agora no dia 14, voltamos no dia 20 e eu já estou morrendo de ansiedade porque 1) eu nunca andei de avião e não sei se tenho medo. Provavelmente eu vou sentir um medinho na hora que entrar, mas por enquanto eu não estou pensando muito nisso. 2) Primeira viagem internacional com ela e o Alan. Vamos também com o irmão dela então eu acho que vai ser bem legal essa trip com amigos. 3) Argentina nunca esteve muito nos meus planos mas vendo vlogs de lá eu fiquei totalmente apaixonada. Tem muitas lojas lindinhas, os lugares são bem coloridos e fofos e tem alfajores que eu não vejo a hora de provar e trazer uma bolsa cheia pra casa, hahaha. 

    Bom, como vocês podem ver eu estou muito empolgada e com altas expectativas! Quero fazer um diário de viagem aqui no blog então eu espero que vocês acompanhem e curtam essa viagem junto comigo. Também quero postar muito lá no meu instagram então se você não me segue por lá, fica a dica, é @picunininha. ;)

    Acompanhe também no:


    0 0


    Uma das minhas peças preferidas são as camisetas e eu acho o máximo camisetas diferentonas com frases ou desenhos legais e a Boutique Judith tem exatamente esse tipo de camiseta. Eles me enviaram uma camiseta que eu mesma podia escolher e como eu estava querendo uma que tivesse frase, acabei optando pela "not your baby" e ela está fazendo parte dos meus looks de viagem aqui na Argentina.



    Eu achei o tecido muito gostosinho, a estampa também é super bem feita e o tamanho ficou ótimo em mim. Escolhi a P com aquele medinho de ficar pequena, mas ficou show! 

    A Boutique Judith é uma marca com um mix de estilos, inspirada no universo feminino jovem. Traz em seus looks trends conforto e autenticidade para vestir a mulher contemporânea em todo o Brasil. 

    Além das camisetas a loja também tem croppeds, shorts, moletom, bodys e biquinis bem fofos para esse verão. Vou deixar o link da loja aqui embaixo para vocês também babarem nos produtinhos igusl eu. <3


    Acompanhe também no:


    0 0


    Como eu disse no post anterior, nesse feriadão de 15 de novembro eu fui para Argentina com um grupinho de pessoas muito queridas (Ana, Alan e Cristian) e foi tudo tão legal que eu nem tive tempo de fazer os diários de viagem em tempo real para vocês, mas agora que eu já estou de volta ao Brasil eles vão saindo aos poucos.

    O primeiro post dessa série vai ser um tour em fotos pelo Airbnb que a gente alugou e ele era tão lindo e cheio de detalhes que eu me controlei muito para deixar um post pequeno e gostosinho de ler. 

    Ele ficava no bairro Núñez e ficava bem no centrinho. Em 8 quadras a gente estava na estação do metrô e a avenida era cheia de lojinhas, mercados e cafés fofinhos. Eu acredito que a dona da casa seja artista porque tudo lá era muito colorido, artesanal e feito a mão. Ela também indicou uma galeria de Design em Buenos Aires como lugar para visitar então acredito que ela seja estudante ou algo do tipo.


    Eu achei tudo muito fofo e bem espaçoso porque tinha cozinha, sala e no andar de cima o quarto, banheiro, closet e uma área com rede e lavanderia. A gente se aventurou cozinhando alguns dias por lá mas é muito difícil sobreviver a base de macarrão ruim, hahaha. 

    Praticamente a gente só usou a casa para dormir e tomar banho já que todo dia a gente andava por pelo menos umas 5 horas. Eu gostei muito da experiência de ter ficado lá e acho que tem tudo a ver comigo. Bem colorido, tudo bem pinterest e cheio de detalhes fofinhos. 


    O airbnb que a gente alugou foi esse aqui. :) 


    Acompanhe também no:


    0 0
  • 11/27/18--03:00: O Grinch - Filme

  • O Grinch é um ser verde que não suporta o Natal e, todo ano, precisa aturar que os habitantes da cidade vizinha de Quemlândia comemorem a data. Decidido a acabar com a festa, ele resolve invadir os lares dos vizinhos e roubar tudo o que está relacionado ao Natal.
    O natal é com certeza minha época favorita do ano e quando eu vi o trailer desse filminho eu fiquei louca para assistir. Parecia divertido e engraçado mesmo que o Grinch tenha um super humor negro e sarcástico, e foi exatamente assim que eu vi o filme.


    Já tem um filme bem antigo do Grinch mas eu nunca assisti e agora e eles fizeram essa versão animada que eu achei bem fofa. O Grinch é um ser verde que odeia o natal. Ele mora no alto de uma montanha e tem um cachorro de estimação que mais parece um escravo, coitado. HAHA

    Assim que ele vê o natal chegando ele bola um plano de acabar com a festa de todos e seu plano da certo até encontrar Cindy Lou uma garotinha que ama o natal e o faz mudar de ideia. 


    Eu achei o filme bem divertido e acho que é um bom programa de férias para quem tem filho ou irmãozinho pequeno. Gostei muito de ver que o Grinch apesar de tudo tem um coração bom e de como a animação tem algumas coisas que dão um "descanso" no mau humor de Grinch. O cachorrinho mesmo rouba a cena várias vezes. <3

    Aviso para não ir com muita expectativa como eu, hehe. Eu gostei muito do filme mas achei bem fraquinho e previsivel. 


    Acompanhe também no:


    0 0


    Acho que de todas as coisas que eu já fiz essa talvez tenha sido a mais legal, especial e inesperada. Quando a Ana do Vivendo entre Palavras me chamou para embarcar nessa aventura eu nem pensava que fosse realmente dar certo e bom, eu acabei de chegar da minha primeira viagem internacional.

    Eu tava com um medinho de como seria todo esse processo até chegar lá mas foi tudo bem tranquilo no aeroporto e chegando a Buenos Aires eu fiquei completamente encantada. Lá era tudo tão diferente, todo mundo falando espanhol que eu jurava que era fácil e parecido com nosso idioma, mas a verdade é que eu não entendia um A que eles falavam mas fui me virando e contando com a ajuda da Ana. 

    No nosso primeiro dia fomos já visitar o centro de BA passando pela rua Floria, lojinhas fofas e alguns pontos turísticos.


    Nossa primeira parada foi na Florida para comprar chip, trocar o dinheiro e fazer aquele passeio bem turístico mesmo. Conseguimos uma cotação muito boa (9,00) e depois já fizemos a festa. A gente almoçou no primeiro dia num self-service e foi uma experiência bem louca! Os argentinos não tem essa coisa de fazer fila para ir pegando as comidas. Todo mundo simplesmente entra na sua frente e vão pegando o que quiserem. 

    Achei engraçado que lá não tem feijão e o arroz é parborizado e eu apenas odeio esse tipo de arroz. Tem muito ovo misturado com as coisas e as carnes sao gigantes com muita gordura e sangue. A comida também era fria e só fomos descobrir isso já comendo, mas tinha um microondas lá para esquentar. Os talheres eram de plástico e eu quebrei minha faca na primeira tentativa de cortar um nuggets gigante, hahaha. 


    Depois da comidinha a gente se despediu da Ana e o Cristian porque os dois estavam muito cansados do vôo de madrugada e fomos caminhar. Conhecemos a Galerias Pacífico que é sempre muito falada entre os turistas mas eu achei bem ok. O teto e a decoração dela são lindos mas as lojas são todas de grife e para mim foi impossível comprar algo. Só um sorvetinho na Lucciano's que diziam ser a melhor sorveteria de lá e realmente era muito bom. <3


    Eu achei todo o centro de BA muito lindo e amei cada pedacinho. As ruas são limpas, não tem cachorros na rua, mendigos tem mas bem poucos e não é nada comparado aqui em São Paulo que você vai andar ali na praça da Sé torcendo para não ser assaltado. Achei tudo muito tranquilo e bem organizado.


    Nesse dia também aproveitamos para conhecer os metrôs de lá e compramos o cartão sube que é nosso bilhete único aqui em SP. No fim do dia comemos um macarrão feito em casa que achamos maravilhoso mas acredito que seja pela fome que a gente tava depois de andar um dia todo, hehe.

    Acompanhe também no:


    0 0
  • 12/04/18--03:00: Wishlist de natal
  • Acho que esse é o primeiro natal que eu não desejo uma lista infinita de coisas e livros. Como eu viajei em novembro eu já aproveitei para comprar as roupas da viagem que já vão servir de roupas para o fim de ano e ainda fiz várias comprinhas lá na Argentina então estou mais contida com essa wishlist.

    Primeiro item é um esmalte da nova coleção da Latika que é muito fofinho tanto a embalagem quanto a cor dele são maravilhosas. Tem uma variedade enorme de cores e embalagens, mas essa ganhou meu coração. <3

    Neon de coraçãoé meu mais novo item de desejo. Eu não achei uma foto exatamente igual a que eu vi vendendo aqui perto da minha casa mas é numa versão mais simples e bem baratinha. 

    A famigerada Kanken que todo mundo está usando se tornou meu novo crush/desejo de consumo. Na viagem da Argentina eu vi muita gente usando elas mas não vi em nenhuma loja. A Ana pesquisou e viu que o pessoal compra na internet pelo mercado livre e pega em alguns pontos de comércio que tem por lá então eu só fiquei na vontade. A verdade é que essa mochila custa um rim então eu quero uma imitação mesmo do aliexpress que sai por 65 reais mais ou menos.


    Por último tem um jogo de cama preto e branco que eu quero muito mas não acho em lugar nenhum. Pode ser bolinha, listras e etc. Se alguém tiver dica de onde eu possa achar eu agredeço.

    Agora quero saber o que vocês desejando ganhar de natal. :)

    Acompanhe também no:


    0 0


    Professor Fellgood foi escrito por Leisa Rayven, publicado pela Globo Alt e possui 368 páginas. 

    Esse livro é o segundo volume da série Masters of Love, mas você pode ler fora de ordem igual eu fiz porque os livros não sçao sequênciais. ;)
    Asha Tate trabalha numa editora é o sonho dela é ser promovida. Para a promoção fizeram uma espécie de concurso onde cada um devia apresentar um projeto de livro que tivesse a chance de virar best seller e então quem apresentar a melhor proposta vai ser promovido. É lógico que Asha vai fazer de tudo para ganhar, mas ela não esperava que fosse tão díficil assim.

    Passeando pelo instagram do Professor Fellgood ela vê a oportunidade que estava buscando de apresentar algo novo e que pudesse fazer sucesso. O professor é um cara misterioso que escreve vários textos/contos/poemas e ao que tudo indica ele está superando um amor. Ele também é um cara gatissímo cheio de tatuagens e seu instagram é cheio de fotos nos mais incríveis lugares do mundo. Ou seja, um bombo perfeito para um livro diferente e cheio de sentimentos. Detalhe que ele nunca mostra foto do rosto e nem usa sei nome verdadeiro no perfil. 

    Ela então entra em contato com ele, apresenta o projeto para a editora e no dia da reunião ela descobre que o professor não é bem quem ela imaginava.


    Bom, esse é um romance hot então vocês já podem imaginar que depois disso tudo rola um clima de romance e tensão sexual entre os Asha e o professor misterioso. Eu confesso que gostei muito da história até realmente começar o romance. Acho que nos livros mais picantes sempre tem aquele roteiro pronto do cara bonitão, a menina que está sempre meio ferrada na vida e aí os dois se encontram e ficam juntos para sempre, hahaha.

    Nesse livro é um pouquinho diferente porque Asha é uma personagem bem forte então não tem essa coisa da garota bobinha. Mas é claro que os personagens tem vários traumas que precisam resolver ao longo da história e tudo isso é resolvido com muitas cenas calientes.



    Algumas coisas me incomodaram mas no final eu acabei curtindo o livro. Já tinha lido outros da Leisa e acho que ela sabe escrever bem esse tipo de história. Se você é da turminha que gosta de um romance mais picante com certeza vai curtir Professor Fellgood. 

    Acompanhe também no:


    0 0


    Começando mais um diário de viagem do nosso segundo dia em Buenos Aires. Esse foi um dia que a gente andou muito e terminamos o dia acabados. Na verdade eu acho que não teve nenhum dia em que eu não cheguei em casa morta de cansada, hahaha.

    A gente começou conhecendo o bairro de Palermo que é considerado uma Oscar Freire daqui de Sp, um bairro mais nobre de lá bem bonitinho e ótimo para tirar fotos. Lá em Palermo tem muitas lojinhas lindas e eu e a Ana babamos em todas elas. Tem a Mil Gracias que é uma loja de vasinhos artesanais e eu queria muito ter trazido algo de lá como lembrança mas infelizmente era tudo muito caro. 


    Aproveitamos que estávamos lá e comemos num Wendy's que eu sempre quis experimentar mas quando fui no restaurante deles aqui em SP estava fechado. Para  quem não é conhece é tipo um Mc Donalds mas os lanches tem pão e hamburguer quadrado. Eu pedi um baconator que era muito bom e bem parecido com os lanches de bacon do BK. Acho que é o diferencial mesmo é o formato dele porque o gosto é bem ok e igual aos outros fast foods. 


    Já com a barriguinha cheia e a gente foi conhecer o Jardim Botânico e Rosedal que são dois pontos turisticos bem recomendados em todos os os vlogs sobre Buenos Aires. O parque é bem grande e bem cuidado, tudo muito lindo e cheio de esculturas para tirar foto. Nesse dia estava um sol de uns 30 graus e a gente não aguentou andar por muito tempo então ficamos lá observando o pessoal enquanto a gente descansava nos nossos banquinhos.


    A gente percebeu que as crianças de lá são realmente crianças e aproveitam muito brincando. Aqui no Brasil em todo lugar que eu vou eu vejo crianças no celular e lá é muito difícil.


    Esse foi um resmuinho do segundo dia que fechamos com chave de ouro tomando um gelato de limão bem refrescante e andando por mais alguns parques de lá. 

    Acompanhe também no:


    0 0


    Nosso terceiro dia começou indo até a Faculdade de Direito que logo em frente tem uma praça muito lindinha que se chama Plaza República Federativa de Brasil e aproveitamos alguns minutinhos por ali. Nesse dia eu sai com esse look super praia de camiseta e saia e estava fazendo um frio que vocês não tem noção! Todo mundo na rua com blusa de frio, casacos e eu tremendo. 

    Bem pertinho da faculdade tem a Floralis Genérica que é aquela flor gigante onde todo mundo que vai pra BA tira foto e a gente não fez diferente. Fomos lá e vimos pela primeira vez muitos turistas aqui do Brasil. Passamos pela Galeria de Design de Buenos Aires que foi dica da Nina, dona do nosso airbnb. Era um espaço bem grande e colorido cheio de lojas de decoração e aproveitamos para dar uma olhada em tudo. Logo na saída da Galeria tinha um Hard Rock Café que só olhamos a loja e cada camiseta era um tiro, hahaha. Queria ter comido lá, mas procuramos um outro lugar. 


    El Ateneo, finalmente chegamos nesse ponto da viagem que eu queria super conhecer. Ela está na lista das livrarias mais bonitas do mundo e virou ponto turístico. Antes era um teatro e eles mantiveram a mesma estrutura fazendo a livraria. Tem vários andares, no palco agora tem um café e eu fiquei babando em todos os livros. Muitos dos livros já foram publicados aqui no Brasil, mas as capas eram diferentes e eu queria ter trazido pelo menos uns três pra casa. Acabei comprando só "Moxie" que foi publicado aqui pela Galera Record mas o de lá e numa edição especial que eu vou mostrar para vocês no meu post de comprinhas da viagem.


    Por fim, nós fomos na La Panera Rosa que é uma confeitaria bem famosa de lá e tem em vários endereços. É um lugar com decoração toda rosa e vários detalhes fofos. Essa era uma indicação do Blog do Math que eu estava doida para ir e eu pedi pancakes com nutela e outras mil coisas que era uma delicia. É um pouquinho caro, mas vale a pena. ♥


    Acompanhe também no: