Are you the publisher? Claim or contact us about this channel


Embed this content in your HTML

Search

Report adult content:

click to rate:

Account: (login)

More Channels


Channel Catalog


Channel Description:

Livros, nerdices e fotografia.

(Page 1) | 2 | 3 | .... | 14 | newer

    0 0
  • 07/15/15--04:00: Lista de desejados

  • Faz um tempão que eu não falo sobre meus desejados aqui nos blog mas acabou que minha lista é tão grande que eu tive que dar uma separada naquilo que eu mais quero e resolvi criar esse post.

    Ultimamente eu tenho entrado em desespero quando chega livro novo aqui em casa porque não tem mais lugar no meu quarto para guardar. As prateleiras já estão cheias, o guarda-roupa tem duas pilhas gigantes de livros e acabou o espaço, a mesinha do computador está sempre com livros em cima e até um puff no cantinho do quarto virou "porta livro". Enfim, preciso de uma estante e esse é meu item número 1 da lista.

    Depois tem os livros, mangás e HQs que eu quero muito. Tem ai o novo lançamento da intrínseca que tem tudo para eu gostar. O novo volume de aohraido e a HQ de a hora da aventura que pelas fotos que eu vi está lindíssima.

    Depois vem uma zaxy super fofinha que eu estou querendo faz tempo e o cordão de luz que eu estou in love. E por último temos um funko pop dessa menina fofinha com confeitos no cabelo. Tem como resistir a essa fofura? <3 

    Lista de itens:
    4- Mosquitolândia/Aoharaido (bancas de jornal)

    E vocês, o que mais estão desejando no momento? :)

    Acompanhe também no:

    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram 

    0 0


    Ela não é invisível foi escrito por Marcus Sedgwick, publicado pela Galera Record e possui 320 páginas.

    Laureth é filha de Jack Peak, um famoso escritor de livros bem humorados. Jack Peak não quer mais ser conhecido como o cara que escreve livros divertidos e resolve escrever aquele livro. Aquele livro é um livro sobre coincidências e para se aprofundar mais no assunto ele resolve estudar físicos e filósofos famosos para poder entender um pouco mais sobre esse assunto tão complexo. Para aprofundar ainda mais sua pesquisa ele viaja para a Suíça a fim de novas descobertas. 

    O problema é que Laureth num determinado dia recebe um email de um estranho dizendo que encontrou o "livro do breu" famoso caderno de anotações do pai e para resgatar ele a menina deve ir até Nova York e oferecer uma recompensa. Laureth fica preocupada pois o pai nunca larga esse caderno, ele não está mais atendendo o celular, nem mandando emails e porque diabos o caderno foi aparecer em Nova York se o pai estava indo para outro lugar?

    Laureth por ser cega "sequestra" Benjamin seu irmão e parte para uma aventura atrás do caderno e a fim de descobrir o paradeiro do pai. O irmão serve como guia e então eles embarcam nessa viagem cheio de mistério, confusões e imprevistos. 


    Ela não é invisível foi um livro que eu li em poucas horas por que além da escrita ser simples e fácil, ele é um livro que te prende até o final.

    Geralmente quando eu leio algum livro com personagens doentes ou que tenham alguma deficiência a história é sempre parecida. O protagonista fica o tempo todo se lamentando e aqui vemos uma coisa completamente diferente. É claro que Laureth tem seus momentos de fraqueza mas isso se deve ao fato do preconceito das pessoas em relação a ela ser cega e não por não conseguir enxergar de fato.

    E não é só Laureth que rouba a cena. Benjamin com seu corvo de pelúcia de baixo do braço consegue ser tão incrível quanto a garota. Com apenas 7 anos ele já é viciado em HQs e isso ajuda na hora dele ler as placas no aeroporto ou até mesmo as anotações difíceis sobre os estudos do pai. O garotinho é incrível e mesmo gostando muito de Laureth ele foi meu personagem favorito.


    Esse era um livro que eu estava curiosa para ler mas não imaginava que eu fosse gostar tanto. Foi uma leitura 100% aproveitada e que eu super recomendo. :)

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram 

    0 0
  • 07/20/15--04:00: Para seguir no instagram
  • Procurar perfis novos, fotos legais e gente bacana no instagram se tornou quase que um vício para mim. Estou lá o tempo todo curtindo foto, buscando inspiração e novos perfis para acompanhar. Pensando nisso, eu trouxe hoje três meninas super talentosas para vocês acompanharem junto comigo.


    @imapsychoreader: Numa dessas minhas buscas por fotos legais no instagram acabei achando perfil da Renata que tira várias fotos lindinhas de livros e outras coisinhas que eu adoro como funko pop e ai foi a amor a primeira vista ♥. Além do instagram maravilhoso ela também tem um blog cheio de resenhas de livros legais. 


    @blogitsmemari: A Mari tem um blog incrível e foi através dele que eu conheci o perfil do instagram. Ela tem um estilo muito delicado, fofinho e bastante parecido com o da Melina. O motivo de eu ter gostado tanto das fotos foi que ela gosta de tudo o que eu gosto e mais um pouquinho. 


    @nina.bedacchi: Por último temos o perfil da Nina, que é uma fotógrafa que eu conheci através do facebook. As fotos dela são todas bem coloridas e geralmente são de coisas simples. É impossível não amar. ♥

    Gostaram das indicações? Já conheciam alguma delas? :)

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram 

    0 0
  • 07/22/15--04:00: Brilhantes - Marcus Sakey

  • Brilhantes foi escrito por Marcus Sakey, publicado pela Galera Record e possui 476 páginas.

    Brilhantes são pessoas que nasceram com habilidades que as pessoas comuns não tem. Os brilhantes vão do 1º ao 4º escalão e cada um deles tem uma habilidade específica. Por exemplo, tem aqueles que analisam dados e programam de uma forma incrível, aqueles que capitam os sentimentos da pessoas, outros que num simples olhar sabem dos segredos mais sujos que alguém pode esconder e por aí vai. Na sociedade eles são visto como pessoas perigosas e existe o DAR (departamento de análise e reação) que vai atrás dos brilhantes criminosos e terroristas. 

    Nick Cooperé um brilhante do 1º escalão e tem a habilidade de reconhecer a linguagem corporal das pessoas descobrindo os sentimentos ou até mesmo prevendo os movimentos que aquele pessoa vai fazer. O mais incrível de tudo é que ele trabalha para o DAR e tem o dever de ir atrás de outros brilhantes que cometem crimes e matar, na maioria das vezes.

    John Smithé um dos terroristas mais procurados do últimos tempos e após ser anunciado que ele faria um ataque na bolsa de valores Cooper vai atrás para tentar impedir.


    Cooper não consegue impedir o atentato e se sente culpado pelas 1.143 vítimas inocentes que morreram nessa tragédia. Após isso, o melhor funcionário do DAR resolve bolar um plano junto com Drew Peters que é seu chefe e assumir a culpa do atentado a fim de chegar perto de seu alvo que é John Smith.  A condição para esse plano é que o terrorista mais procurado do país será morto e Kate sua filha que tem apenas quatro anos e é uma brilhante não precisará ir para academia.

    A academia é um lugar onde o governo tem poder sobre as crianças que são brilhantes e lá todo tipo de ruim acontece. Impulsionado pelo desejo de justiça e vingança Nick Cooper abre mão de tudo aquilo que sempre acreditou para chegar perto do inimigo.


    Brilhantes para mim foi como uma montanha russa de sentimentos. Ele é aquele livro que te faz questionar sobre o que é certo e o que é errado, quem é o mocinho e quem é o vilão. É um livro te prende, que faz o leitor se sentir parte da história e quando a história começa a ficar morna vem alguma coisa e faz tudo pegar fogo.

    Cooper é um típico badass e as coisas que o cara faz são incríveis. É aquele personagem que não tem como não gostar e eu estive o tempo todo torcendo com ele e vivendo aquilo que ele estava vivendo. Mas não é só Cooper que é incrível. Shannon e Quinn tem muita importância no livro e são igualmente incríveis.

    Por ser o volume 1 de uma série eu achei que Brilhantes fechou muito bem e estou até me questionando se havia a necessidade de um segundo livro. É claro que um ponto ficou aberto e ele será o assunto do próximo volume mas eu já estaria satisfeita com o final que teve. De qualquer forma quero saber o que vem pela frente e estou ansiosa pela continuação.

    Ah, e o livro está com os direitos vendidos para o cinema e tem Jared Leto como parte do elenco. Só sei que forninhos cairão com esse filme. 

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram 

    0 0
  • 07/24/15--04:00: Mais shoujos no Brasil

  • Já faz um tempinho que tem uma campanha rolando pela internet que é a campanha: mais shoujos no Brasil. O intuito da campanha é restaurar a fatia do mercado negligenciada pelas editoras, que são os mangás shoujos. 
    Shoujos:  um termo usado para referir animes e mangás para garotas. Os mais conhecidos no ocidente são os romances ou comédias românticas que normalmente envolvem personagens da mesma idade do público-alvo (adolescentes). Entretanto, também é possível encontrar mangás shōjo de conteúdo histórico, de ficção científica ou terror, por exemplo.
    A campanha conseguiu alcançar as editoras e a Panini foi a primeira a atender o pedido dos fãs, e trouxe o mangá Aoharaido (fiz um post sobre ele aqui). O mangá está sendo um grande sucesso e é um dos mais vendidos da editora. Depois disso no Anime Friends que aconteceu nos dois últimos finais de semana em São Paulo, a Panini surpreendeu os fãs de shoujo e anunciou Lovely Complex um dos shoujos mais aclamados de todos os tempos.

    Até a JBC que afirmava que shoujos não tinham público e que não vendiam acabou entrando na onda e anunciou o lançamento de Orange, outro mangá que também é bastante comentado.


    Como esse é um dos meus gêneros favoritos de anime/mangá nem preciso dizer o quanto fiquei feliz com as notícias, não é mesmo? Lovely Complex foi um dos primeiros shoujos que eu assisti e ele tem um lugar especial na minha lista de favoritos. Depois de tanto tempo ver que o mangá finalmente vai chegar em terras brasileiras é muito gratificante. 

    As editoras também anunciariam vários outros mangás de gêneros diferentes e acho que vai faltar dinheiro para poder comprar tudo o que eu quero. Além dos dois shoujos tem Rust Blaster e Café Kichijoji que estão na minha listinha de futuras compras.

    E antes de terminar o post um super obrigada a Campanha mais shoujos no Brasil por ter conseguido chegar até as editoras para trazer mais mangás do gênero para o mercado brasileiro.

    Vocês também estão loucos com os anúncios de mangás ou sou só eu mesmo? :P

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0


    Naomi e Ely e a lista do não-beijo foi escrito por David Levithan e Rachel Cohn, publicado pela Galera Record de possui 256 páginas.

    Naomi é uma das garotas mais gatas do prédio e ela sabe o efeito que causa nos garotos mas não quer chamar a atenção de ninguém em especial. Ela já tem um namorado que é o Bruce Segundo e é apaixonada por Ely.

    Naomi e Ely são melhores amigos e ele sabe da paixão que Naomi tem por ele mas não pode retribuir porque ele gosta mesmo é de garotos. Depois que isso é revelado os dois decidem fazer a lista do não-beijo onde tem ali os nomes dos garotos mais gatos que nem um nem o outro pode beijar.

    O problema é que Ely acaba beijando Bruce Segundo e a amizade com Naomi corre o risco de ir por água abaixo.


    Quando eu recebi os livros da editora eu deixei esse por último imaginando que ele seria o melhor de todos. Infelizmente ele foi uma grande decepção e nem parece que foi escrito por um dos autores que eu mais admiro. Aliás, acho que quando David Levithan escreve em conjunto (tirando John Green) o livro tem uma chance bem grande de ser ruim.

    O livro tem um tema bastante interessante que é ver uma garota se apaixonando pelo melhor amigo gay mas acho que não foi aproveitado 100%. O drama está demais e além da história não ter sido bem elaborada, o livro está cheio de símbolos no meio das frases e muito deles eu não consegui entender o que significava. Tem muitos trechos de músicas em inglês que eu não conhecia e como não sei ler inglês acabei pulando a maior parte deles. E além disso tudo, o livro está cheio de erros de revisão.


    Mas o livro também tem seus pontos positivos como o fato de Ely ter duas mães e isso ser completamente normal no livro. O fato de Bruce achar que era hétero até beijar um menino e descobrir que na verdade ele gosta mais de Ely do que de Naomi. O momento em que ele tem que se aceitar nessa nova realidade e contar para a mãe que agora está com um garoto  por aí vai...

    Não foi um livro que eu gostei de ter lido e por isso não vou recomendar igual os demais livros do Levithan. Eu queria ter gostado mais e dado uma nota maior para o livro mas ele ficou com 3 estrelinhas por conta desses motivos acima e também pelo desfecho da história que foi até bonitinho.

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0


    Eu adoro compartilhar um pouco das minhas ilustradoras e ilustradores favoritos aqui no blog e dessa vez eu resolvi falar um pouquinho mais sobre a Carla Nascimento que além de ter um blog super legal também faz ilustrações lindinhas.

    Um pouco mais sobre a Carla: ela tem 23 anos, mora em São Paulo, faz faculdade de Publicidade e Propaganda, pretende viver só de ilustrações e já está trabalhando nisso. Ela tem partes do cabelo colorido e é cheia de estilo. Acompanhando o blog também pude ver que ela é bem doidinha e engraçada. Morro de rir com os vídeos da Carla e morro de amores pelas ilustras fofinhas.

    Agora vamos para a parte boa que é mostrar as ilustrações, né? :P







    Para saber mais: Instagram - Facebook - Blog.

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0


    Quando saturno voltar foi escrito por Laura Conrado, publicado pela Globo Livros e possui 248 páginas. 

    Déborah está quase na casa dos 30 e mesmo com essa idade ela ainda se sente um pouco perdida. Ela trabalha como assessora de imprensa num clube de futebol da segunda divisão e mesmo se divertindo onde trabalha ela sonha em ser mais. Ela quer ter seu próprio escritório ou trabalhar para uma empresa maior e melhor mas por enquanto ela se contenta com o emprego meia boca que tem.

    Além do emprego não ser dos melhores, o relacionamento com os pais é bastante conturbado e seu namoro de 4 anos já não está mais dando certo.

    Numa viagem para o Chile ela acaba encontrando uma cigana que diz que o returno de saturno está por perto e o que é isso, afinal? É um evento que acontece quando a pessoa está prestes a completar 29 anos e aí a vida da pessoa passa por diversas mudanças até que tudo se encaixe novamente. 

    A cigana diz que vai ter choro, alegria e uma viagem que vai mudar a vida de Déborah e é onde ela encontra Henrique e começava a se questionar se vale a pena continuar no namoro sem graça ou se jogar e ver no que vai dar.


    Quando saturno voltar não é um livro sobre ocultismos e sim sobre a crença no amor. É um livro onde você consegue acompanhar o amadurecimento da personagem principal e toda a mudança que ela passa para buscar a si mesma.


    Eu devorei o livro em poucas horas e acho que isso se deve ao fato de ter uma história e personagens muito comuns na nossa vida. Tem o chefe chato, a amiguinha do namorado que sempre faz ciúmes, aquele carinha novo que aparece e faz você ficar imaginando mil coisas e uma personagem perdida na vida que é ainda mais fácil de identificar.

    Esse foi meu primeiro contato com a escrita da Laura Conrado e me surpreendeu bastante. Por ser um chick-lit eu imaginava que fosse gostar mas não tanto quando eu gostei. Foi um livro 5 estrelinhas e que eu super recomendo para quem está a fim de uma história rápida, leve e divertida. Fora os questionamentos sobre a vida e o romance que é super gostoso de ler.
    Livro recebido de cortesia pela editora Globo Livros para leitura e avaliação no blog.

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0
  • 08/04/15--05:00: A vida no Japão em 8-bit
  • Outro dia fuçando na internet acabei achando um tumblr que me deixou completamente encantada. É o perfil 1041uuu de um ilustrador que retrata a vida cotidiana japonesa em formato de gifs em estilo 8-bit, o que deixa tudo ainda mais especial. São cenas simples como o funcionamento de um restaurante, o metrô, o trânsito da cidade e até os animais um pet shop e tudo isso retratado com muito carinho. 

    O meu favorito sem dúvidas foi o do metrô porque todo mundo está conectado no celular (o que não é tão legal assim), o pessoal em pé e tem um senhor ali de máscara. Tem coisa mais Japão que isso? haha <3






    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0
  • 08/06/15--05:00: 6 on 6: Toys
  • Eu sempre tive vontade de participar de um projeto fotográfico principalmente o 6 on 6 que vocês já devem conhecer e alguns dias atrás eu fui convidada pela Mari para participar e fiquei super feliz. O projeto funciona da seguinte maneira: todo dia 6 de cada mês eu e as outras 5 meninas vamos postar 6 fotos com um tema específico. Para esse primeiro desafio do projeto o tema escolhido foi toys e eu adorei.

    Como vocês já sabem eu adoro colecionar bonequinhos tanto de anime quanto aqueles do mc donalds então que foi um tema para ótimo para começar o projeto. O problema foi ter tanta criatividade assim para conseguir fazer as 6 fotos mas fiquei feliz com o resultado. ♥

    Cadê foco? :(





    Agora que tal conferir as fotos das outras meninas? 

    Mari - Anna - Bia - Rafaele - Gabi

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0


    À procura de Audrey foi escrito por Sophie Kinsella, publicado pela Galera Record e possui 336 páginas.

    Sophie Kinsella é a diva dos chick-lits mas dessa vez ela resolveu escrever um livro voltado para o público jovem adulto e posso dizer que ela mandou muito bem. O livro apesar de se tratar de um assunto sério está leve e cheio de humor. 

    Audrey sofre de depressão e crises de ansiedade devido ao bullying que sofreu na escola e agora que não frequenta mais a escola passa seu tempo todo em casa. A psicologa Dra. Sarah recomenda que ela comece a filmar pequenos acontecimentos do dia a dia e faça entrevista com pessoas desconhecidas a fim de tirar a garota da sua zona de conforto.

    E é ai que Linus entra na história. O garoto que vive jogando com o irmão de Audrey resolve ajudar e começa a conversar com a garota através de bilhetinhos, mensagens e contato de pé até conseguir fazer Audrey sair de casa e conversar com outras pessoas.


    Depois disso Audrey começa a ver que conversar com pessoas diferentes não é tão ruim assim. Ir ao Starbucks sozinha não é coisa de outro mundo e que dá sim para viver sem se esconder atrás de um óculos escuro. Decidida a passar por cima da doença, Audrey sabe que será difícil mas está decidida a ultrapassar seus limites.


    Esse foi mais um livro 5 estrelas da Sophie Kinsella e é um dos mais especiais que eu já li. À procura de Audrey é um livro que fala muito sobre relacionamento familiar e vocês vão ver que Audrey tem uma família completamente louca. Todos os personagens foram muito bem criados e eu senti um carinho especial por todos eles. 

    O irmão mais velho Frank é completamente viciado em jogos online e se deixar o garoto passa mais de 10 horas jogando. O pai tem uma banda de Rock mas nem a família conhece as músicas. Félix de apenas 4 anos conseguiu tirar boas gargalhada de mim e como não podia faltar, a mãe de Audrey é quem mais rouba a cena. Sabe essas mães loucas que surtam por tudo? Então, ela é exatamente assim.


    Sophie Kinsella conseguiu conduzir bem a história e apesar dos problemas de Audrey, o livro é super leve. Você vai se divertir muito lendo esse livro e garanto que vai rolar muita risada e um quentinho no coração quando terminar essa leitura. Só lembrando que a autora estará na Bienal do Rio para autografar o livro então corre para ler e conhecer a autora. ♥

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0

    Julho foi o último mês de férias e acho que deu para aproveitar bastante. É claro que já estava batendo uma saudade da faculdade mas agora que começou tudo de novo eu queria voltar a ter alguns dias atoa, haha.

    Aproveitei as férias para assistir Cidades de Papel e Minions no cinema e claro, tudo isso acompanhado de muita gordice. Também comecei a assistir Kuroko no Basket e estou num relacionamento sério com esse anime.

    Julho também foi ótimo para ler. Chegaram muitos livros legais da Galera Record e alguns deles vieram de presente. Consegui ler 6 livros e 3 mangás, e acho que foi um bom resultado. Para completar esse mês tão especial eu conheci a Pri e fizemos um passeio pelo bairro da Liberdade com direito a muita gordice, livraria fofinha e algumas comprinhas. ♥





    Se você gostou das fotos e quiser saber mais é só me seguir no instagram: @picunininha. :)

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0

    A bienal do livro no Rio de Janeiro começa em setembro então as editoras estão caprichando nos lançamentos. Eu não vou na bienal mas já tenho uma listinha de lançamentos que eu quero ler e vou falar um pouco mais sobre eles para vocês.


    Um ano inesquecívelé o livro que eu mais quero ler por motivos de: capa maravilhosa e quatro autoras nacionais juntas num só livro. Faz um tempão que eu quero ler algo da Babi Dewet então vou aproveitar para conhecer a escrita dela nesse livro. Além é claro, de matar a saudade de Paula Pimenta que é uma queridinha. ♥

    Amor amargo eu quero ler porque é da mesma autora de a lista negra e esse é um livro que todo mundo recomenda. A Pam do Garota it já leu e falou que é incrível então estou animada.

    Os bons segredosé outra recomendação da Pam e como eu nunca li nada da Sarah Dessen vai ser a chance de conhecer a autora tão bem falada aqui no Brasil.


    Surpreendente! do Maurício Gomyde vai sair pela Intrínseca e eu estou ansiosa para ler. Gostei muito da capa e a sinopse também está bem chamativa.

    Destinado da Carina Rissi, acho que nem precisa falar nada né? Perdida é uma série que eu gosto muito e estou encantada com essa nova capa. Esse é o terceiro livro da série e eu quero ler o quanto antes.

    Por último tem Para Continuar do Felipe Colbert que é outro autor que eu não conheço mas fiquei super interessada pelo livro. Ele tem essa pegada oriental e já me conquistou. 

    Bom, esses são os lançamentos que eu quero muito ler e como vocês podem ver tem muito autor que eu não conheço e a maioria deles são brasileiros. Estou com muita expectativa e espero gostar deles. 

    E vocês, já estão de olho em algum livro? :)

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0


    Em busca de Cinderela foi escrito por Colleen Hoover, publicado pela Galera Record e possui 160 páginas.
    Esse é conto sobre a série Hopeless e nele a gente vai conhecer um pouco mais sobre Daniel e Six, dois melhores amigos do casal Holder e Sky do livro "Um Caso Perdido".
    Daniel tem um esconderijo na escola e um dia enquanto tirava um cochilo até a próxima aula uma garota entra na salinha de guardar vassouras e cai por cima dele. Como a luz estava apagada ele não sabe quem é e para não perder o encanto ele e a garota decidem não se identificar. A garota aparece no dia seguinte e aquilo que era só um beijo acaba virando algo mais. 

    Acontece que nesse mesmo dia a garota misteriosa fala que não vai mais voltar e agora que já passou um ano Daniel ainda pensa nela.

    Depois de terminar um namoro longo e problemático Daniel acaba encontrando Six que deixa ele completamente louco. Ele não imaginava que uma garota pudesse mexer tanto com ele e em apenas 24 horas de namoro é como se ele conhecesse Six durante a vida toda. Ele não imaginava que fosse encontrar sua a Cinderela mas ela está de volta e quando o segredo de Six é revelado os dois precisam passar por diversas barreiras a fim de salvar o relacionamento.


    Daniel é aquele tipo de personagem que faz todo mundo rir e mesmo sendo brincalhão sabe a hora de levar as coisas com seriedade. Six também se mostrou uma personagem incrível e mesmo tentando ser durona a gente acaba conhecendo um lado que a garota geralmente não mostra, o lado sensível e problemático.


    O grande boom do livro está no segredo de Six e quando ele é revelado a gente acaba querendo mais da história. Não sei se está nos planos da autora mas dava para fazer uma série só para Daniel e Six que ficaria perfeito.


    Esse foi um conto que conquistou meu coração assim como todos os outros livros da Colleen. É um conto curtinho que eu não esperava muita coisa mas foi completamente surpreendente. Se você já conhece Collen Hoover e a série Hopeless eu super indico o livro e se você ainda não conhece a escrita da autora esse é um ótimo livro para começar a se apaixonar por ela. :)

    Acompanhe também no:



    0 0

    No domingo dia 2 de agosto eu fui no Parque do Carmo em São Paulo para conhecer o festival de cerejeiras que acontece todo ano. O festival é organizado pela comunidade nipônica que vive na região e é onde acontece o hanami, ritual de ficar sentado ou deitado de baixo das árvores para contemplar a florada. Dizem também que pessoa terá sorte se pétalas caírem sob sua cabeça.

    Infelizmente no dia que eu fui não dava para fazer esse ritual porque todas as árvores já estavam sendo disputadas então eu aproveitei para tirar fotos e contemplar a beleza de ver todas aquelas árvores rosinhas e carregadas de flores.




    Eu nunca tinha ido no parque e achei ele gigante. Tinha um lago enorme com famílias de patinhos nadando, esquilos nas árvores e muita gente levando seus pets para passear. Muita gente falou que lá era estranho e perigoso mas eu achei o ambiente em família. Muita gente fazendo piquenique, namorando, tirando fotos e apesar de muito cheio, estava bastante tranquilo.



    A única coisa que estava mesmo impossível era provar a culinária japonesa. Todas as barracas que vendiam comida estavam com as filas gigantes e eu desisti de tentar comprar alguma coisa. Só comprei mesmo um dorayaki (uma espécie de panqueca recheada com creme super delícia) por que a barraca de doces era a única que tinha uma fila razoável. 


    Enfim, foi um passeio super legal com a família que rendeu muitas fotos e vai fazer parte dos momentos felizes da vida. Queria conhecer o festival das cerejeiras há muito tempo e agora que eu tive a oportunidade quero ir todo ano. ♥

    Ah, e esse post está super atrasado por motivos de: as férias acabaram, eu preparei mil posts e ai fiquei na dúvida do que postar. Na verdade queria postar tudo junto, haha.


    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0
  • 08/21/15--05:00: [TAG] Complete a frase
  • Essa tag é bem curtinha e bem simples mas acredito que é uma forma dos leitores me conhecerem um pouquinho mais, visto que não rola tantos posts pessoais por aqui.

    Quem me indicou para responder a tag foi a Dai Castro do blog Colorindo Nuvens e eu vou ter que completar as frases de acordo com aquilo que eu penso e gosto. Vamos lá? :)


    Sou muito insegura.

    Não suporto gente insistente ou ignorante.

    Eu nunca fui num show.

    Eu já briguei na verdade nunca briguei.

    Quando criança eu adora jogar crash bandicoot.

    Nesse exato momento estou sendo a louca dos k-pop. 

    Eu morro de medo de morrer. 

    Eu sempre gostei de fazer as coisas certas.

    Se eu pudesse eu ajudaria muita gente.

    Fico feliz quandoconsigo algo que queria muito.

    Se eu pudesse voltar no tempo eu teria feito escolhas melhores.

    Adoro ir na liberdade comprar docinhos japoneses, mangás e bonequinhos.

    Quero muito viajar para: Japão. ♥

    Eu preciso ser mais otimista.

    Não gosto de ver vídeos de gente morrendo, animais sendo maltratados e coisas do tipo.
    Yay, essa foi a tag e espero que minhas respostas tenham ficado legais. Não vou indicar nenhum blog em especial mas a tag está aberta para quem quiser participar. É só avisar que viu aqui no blog e se quiser me mandar link vou ficar super feliz de ver a resposta de vocês. :D

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0


    O fantasma de Anya foi escrito por Vera Brosgol, publicado pela Editora Jangada e possui 224 páginas.

    Anya é uma adolescente Russa que se mudou para os Estados Unidos e está infeliz em vários aspectos da vida. Ela estuda numa escola onde tem apenas um amigo, não tem paciência com a mãe e tem uma quedinha por um rapaz que já tem namorada.

    As coisas passam a mudar quando Anya cai em um buraco e lá conhece o fantasma de Emily, uma garota que diz ter sido assassinada. Emily começa a se dedicar muito para essa amizade dar certo. Ela ajuda Anya a se arrumar para uma festa, ganhar nota nas matérias, entre outras coisas... 

    O problema é que depois de um tempo Anya descobre algumas verdades do passado de Emily e coisas estranhas começam a acontecer. Ela decide então se livrar desse fantasma mas não será fácil.


    O fantasma de Anya é uma história bastante previsível, não tem nada de surpreendente mas foi uma leitura que eu gostei bastante. Como essa é uma HQ voltada para o público jovem adulto, é muito interessante acompanhar essa fase da adolescência de Anya, os questionamentos sobre a vida e a evolução quando descobre que algumas coisas que estava fazendo eram erradas.


    A autora conseguiu abordar temas polêmicos sem ficar cansativo ou chato. Como o traço e as cores da HQ tem essa coisa sombria e ainda tem o fantasma de Emily, a leitura divertida e misteriosa. 

    É um livro que eu recomendo para quem gosta de HQs, história sombria e é fã de Neil Gaiman. Aliás, essa história me lembrou bastante Coraline.


    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0
  • 08/26/15--05:00: Playlist felizinha
  • Tem dias que eu só funciono na base de músicas animadas. Sabe aquele dia em que você não está a fim de fazer nada e só ficar deitado na cama? Então, quando eu tô assim só tem uma coisa que me anima e são as músicas felizinhas. Separei algumas das músicas que estão fazendo eu querer estar viva e vou compartilhar hoje com vocês. 

    Espero que gostem! ♥

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram 

    0 0

    Esse post faz parte da blogagem coletiva do rotaroots onde as blogueiras se unem para trazer de volta a antiga blogosfera. Clique e saiba mais: grupo do rotaroots no facebook
    Dos temas desse mês no rotaroots esse foi o que eu mais gostei porque além de falar sobre as coisas que o blog tem, serve também como dica para as amigas que também tem blog e assim como eu estão tentando sempre melhorar. Escolhi falar sobre 5 coisas e a primeira é:

    Domínio


    Quando eu criei meu blog ele tinha aquela url gigante que era prateleiracolorida.blogspot.com.br e isso me incomodava muito. Hoje em dia ele tem domínio próprio, a url encurtou e acho que assim é mais fácil do leitor memorizar e poder voltar aqui depois.

    Banco de ideias


    O banco de ideias é o que me salva quando não tenho a mínima ideia do que postar. Isso é uma coisa que ninguém vê mas faz uma diferença enorme na hora de preparar os posts do blog. Eu, por exemplo, gosto de sempre anotar ideias que eu tenho. Mesmo que eu não vá usar de imediato pode ser que alguma hora eu precise de alguma inspiração então é só pegar o caderninho e ver lá um assunto que eu posso falar no blog.


    Calendário de postagens


    Outra coisa que eu tenho e acho muito importante é um calendário de postagens. Não existe coisa mais chata que acompanhar um blog e ter posts todos os dias, vários posts num dia só ou então um tempão sem postagem nenhuma. Eu posto toda segunda, quarta e sexta-feira mas as vezes acho que é postagem demais. :x

    Fotos próprias


    Hoje em dia com tantos blogs na internet e já que muitos deles falam sobre o mesmo assunto, é preciso se destacar. Uma maneira que eu encontrei de me destacar foi usando minhas próprias fotos. É claro que eu não sou nenhuma Melina Souza nas fotografias mas me esforço ao máximo para ficar uma coisa diferente, bonita e original.

    Comentários respondidos


    Nem todo blogueiro responde ou retribui comentários mas para mim isso é importante. Sempre que tem post novo eu espero um ou dois dias para receber comentários e depois disso retribuo e respondo a maioria deles. Nada mais custo do que dar uma passadinha no blog daquela pessoa que dedicou um tempinho lendo e comentando seu post. ♥

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

    0 0


    Eu, você e a garota que vai morrer foi escrito por Jesse Andrews, publicado pela Rocco e possui 288 páginas.

    Esse é mais um livro sobre câncer mas não tem nada de uma pessoa com câncer que se apaixona por outra e depois uma morre e todo mundo fica triste. É algo a mais e é diferente.

    Greg Gaines é um garoto que gosta de filmes, filmes antigos, filmes clássicos, qualquer tipo de filmes. Ele tem um melhor amigo que é briguento, baixinho e fumante, e eles gostam de filmar e recriar cenas favoritas de alguns filmes que assistem juntos.

    A garota que vai morrer é Rachel que foi diagnosticada com câncer e como não tem muitos amigos, a mãe Denise, resolve pedir ajuda ao Greg para poder animar a garota nos dias difíceis de tratamento que terá pela frente.

    Greg já foi amigo de Rachel, começou a ignorar ela há um bom tempo e agora ele tem a missão de animar a menina que um dia jé teve uma quedinha por ele. O problema é que ele não tem tanta intimidade assim e o clima entre os dois também não é dos melhores. Pensando em formas de animar Rachel, ele junto com Earl decidem criar um filme para a garota que vai morrer.


    O livro foi uma grande surpresa pra mim por que 1) eu achava que fosse um livro de chorar, 2) ele é um livro muito engraçado e diferente, 3) todo mundo deu uma nota baixa para esse livro e 4) eu amei.

    Como eu já disse, esse não é um livro como a culpa é das estrelas que depois de ler você vai querer deitar em posição fetal e chorar por três dias. Jesse Andrews conseguiu escrever um livro com um tema pesado mas que ficou muito leve e divertido.

    É uma história sem floreios e que fala do câncer do modo que ele é. Uma doença terrível e brutal que abala muito a vida do paciente e que em muitas vezes resulta em morte.


    Eu, você e garota que vai morrer fala de amizade e amadurecimento dos personagens. Greg muitas vezes tinha atitudes infantis mas eu percebia que ele estava se esforçando para fazer Rachel um pouco mais feliz. Ao longo do tempo também é possível ver que o garoto amadurece e a amizade um pouco estranha e conturbada com Earl também passa por algumas mudanças.

    Está longe de ser o melhor livro do mundo mas foi uma história que me cativou e eu achei tão legal, tão engraçado e tão sem noção que acabei dando 5 estrelinhas, haha. 

    Acompanhe também no:


    Facebook ♥ Twitter ♥ Instagram

(Page 1) | 2 | 3 | .... | 14 | newer